Após Cannes, "Casa de Antiguidades" é selecionado para o Festival de Toronto

31.07.2020 | 14h39
Por Folhapress
Casa de Antiguidades

BLOG

Universo Compartilhado

A trama fala das tensões raciais no Brasil ao acompanhar um operário transferido para uma cidadezinha fictícia de colonização austríaca do sul do país

O filme nacional "Casa de Antiguidades" foi selecionado para participar da edição de 2020 do Festival de Toronto, que anunciou suas escolhas nesta quinta-feira (30). O evento acontece entre os dias 10 e 19 de setembro. Dirigido por João Paulo Miranda, o drama já havia sido selecionado para o Festival de Cannes, que não ocorreu devido às restrições causadas pela Covid-19, mas que distribuiu seu cobiçado selo de aprovação aos títulos que estariam presentes na edição deste ano.

A trama fala das tensões raciais no Brasil ao acompanhar o personagem de Antonio Pitanga, um operário de uma fábrica de laticínios transferido para uma cidadezinha fictícia de colonização austríaca do sul do país. Nesta 45ª edição, o Festival de Toronto optou por promover um evento híbrido, com programação física e também online. Os filmes selecionados devem ser disponibilizados na internert para aqueles que não puderem ir ao Canadá.

Entre os selecionados deste ano também estão novos filmes de Chloé Zhao, François Ozon e Naomi Kawase, documentários de Spike Lee e de Werner Herzog, e as estreias de Halle Berry e de Viggo Mortensen na direção, "Bruised" e "Falling", respectivamente. A atriz Regina King também está na lista, com sua estreia na direção de um longa para o cinema, "One Night in Miami".

Matérias Relacionadas