Baxter Dury: inquieto e provocador

20.01.2020 | 17h30 - Atualizada em: 21.01.2020 | 09h23
Leonardo Souza
Por Leonardo Souza
BD01divulgação

BLOG

Giramundo

O músico inglês Baxter Dury anunciou o novo álbum, "The Night Chancers" e compartilhou o primeiro single, "Slumlord", através de um videoclipe especialmente produzido para o lançamento.

"The Night Chancers" está previsto para sair em 20 de março de 2020 via Heavenly Recordings. O vídeo "Slumlord", divulgado em novembro do ano passado como uma prévia do novo álbum, dirigido por Tom Haines, remete um pouco a "Let's Dance" de David Bowie e apresenta a assinatura londrina inconfundível de Baxter Dury.

BD02Imagem: divulgação

Ele tem música no DNA, é filho do falecido Ian Dury, o vocalista dos Blockheads, conhecido por diversos sucessos, incluindo o single de 1978, "Hit Me With Your Rhythm Stick", que alcançou o primeiro lugar nas paradas do Reino Unido.

Baxter Dury é um artista como poucos. Junto com Craig Silvey (Arcade Fire, John Grant, Arctic Monkeys) ele co-produziu o novíssimo "The Night Chancers", álbum gravado nos estúdios Hoxa em West Hampstead, Londres, em maio de 2019. O disco é o sucessor do celebrado "Prince of Tears" de 2017.

Após entregar um trabalho excelente no álbum anterior, como superar o sucesso de faixas como 'Miami', por exemplo? Parece que a fórmula é continuar sendo inquieto e provocador.

O típico humor inglês não surpreende as centenas de discípulos de Baxter, principalmente os franceses, que estão acompanhando a ascensão do músico, desde “o filho de Ian Dury, que também faz música” até a figura do pop de língua afiada que ressurgiu no mercado internacional com seu 5° álbum de estúdio lançado em 2017, "Prince Of Tears". Agora, em nova fase aos 48 anos, o artista está oficialmente de volta e com novos truques. Este delicioso single inicial é só uma amostra do que ainda está por vir. 

O músico fez "The Night Chancers" com as mesmas pessoas que trabalharam com ele no outro disco, incluindo Madeline Heart e Rose Elinor Dougall, além de Delilah Holliday, com quem colaborou anteriormente. Mas também apresenta o novo parceiro de composição, Shaun Paterson, que ajudou a trazer novas sonoridades ao processo criativo.

Nas letras, Dury evoca o clima do cineasta Stanley Kubrick, levando o ouvinte a uma jornada psicológica onde nem tudo é confessional. Segundo o músico, o tema do álbum "é mais um sentimento projetado em uma narrativa cinematográfica."

Matérias Relacionadas