Bob Dylan lança "Murder Most Foul", sua primeira música inédita em oito anos

27.03.2020 | 16h10 - Atualizada em: 27.03.2020 | 16h09
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
Ainda não se sabe se "Murder Most Foul" pode fazer parte de um novo disco ou projeto de Bob Dylan

BLOG

Mundo Itapema

Em tom apocalíptico, a canção parte do assassinato de John F. Kennedy para refletir sobre a década de 1960

Bob Dylan não lançava uma canção inédita há oito anos, desde a estreia do álbum Tempest - e, agora, retorna com uma música de quase 17 minutos, intitulada Murder Most Foul. "Aos meus fãs e seguidores, com muita gratidão por todo seu apoio e lealdade ao longo dos anos", escreveu o artista, ao divulgar a faixa. "Essa é uma música jamais divulgada antes que nós gravamos há um tempo, e que vocês podem achar interessante. Mantenham-se seguros e vigilantes. Que Deus esteja com vocês."

Bem ao estilo de Dylan, a canção começa abordando o assassinato de John F. Kennedy, para depois se expandir em uma narrativa quase apocalíptica que engloba toda a década de 1960, incluindo citações a Tommy, do The Who, ao festival de Woodstock e à tragédia de Altamont. "No dia em que eles o mataram, alguém me disse: 'Filho, a era do Anticristo está apenas começando'", o músico canta. "A alma de uma nação foi arrancada, e ela está começando seu lento declínio."

Ainda não se sabe se Murder Most Foul pode fazer parte de um novo disco ou projeto de Bob Dylan. Ouça a novidade abaixo:

Matérias Relacionadas