Brian Wilson compartilha releitura de Neil Finn para 'God Only Knows'

25.05.2020 | 09h45 - Atualizada em: 10.06.2020 | 10h47
Leonardo Souza
Por Leonardo Souza
BW01 imagem divulgação

BLOG

Giramundo

O vocalista do Crowded House, Neil Finn, regravou a canção clássica dos Beach Boys, 'God Only Knows', enquanto isolado em casa em Melbourne. Brian Wilson acaba de compartilhar a versão de Finn em suas redes sociais.

De acordo com Brian Wilson, o cantor e compositor neozelandês, líder do grupo Crowded House, Neil Finn, gravou a versão ao piano, enquanto isolado em casa em Melbourne. A música 'God Only Knows' foi originalmente registrada no décimo primeiro álbum de estúdio da banda americana The Beach Boys, "Pet Sounds", lançado há 54 anos. O álbum é diferente dos trabalhos anteriores do grupo, no lugar do habitual rock and roll e da temática surf que os caracteriza, no disco predomina um conteúdo sofisticado, sendo mais reflexivo e sentimental.

O co-fundador e líder criativo dos Beach Boys é assunto do próximo documentário, "Brian Wilson: Long Promised Road", previsto para ser lançado no Tribeca Film Festival deste ano, antes do adiamento em meio à pandemia do Covid-19.

Embora uma data oficial de lançamento ainda não tenha sido anunciada, o filme promete imagens raras das últimas duas décadas de Wilson. O retrato íntimo sobre a vida e carreira do artista conta também com o editor da Rolling Stone, Jason Fine, em um bate-papo enquanto passeiam pela cidade natal de Wilson, Los Angeles. O documentário ainda traz contribuições e comentários de grandes nomes, incluindo Bruce Springsteen, Nick Jonas, Elton John, Jakob Dylan e Jim James.

BW02Imagem: Divulgação

Os Beach Boys vão completar 60 anos em breve e recentemente os primos Mike Love e Brian Wilson deixaram suas diferenças de lado e estão conversando sobre o planejamento da próxima turnê comemorativa.

Desde que eles finalizaram a turnê que celebrou os 50 anos da banda em 2011, cada membro seguiu seu caminho, realizando seus shows individualmente. Mas o ano de 2021 parece ser ideal para um reencontro do grupo, pois será, também, os 60 anos de aniversário do primeiro sucesso dos Beach Boys. Mesmo com toda essa empolgação, Mike Love ponderou sobre as condições físicas de Brian Wilson, que enfrenta alguns problemas de saúde mental, chegando a adiar uma turnê em 2019, mas até antes da OMS decretar a pandemia do coronavírus, ele realizou alguns concertos no inicio de 2020.

Enquanto isso, Wilson parece dar sinais de que está indo bem pois permanece numa quarentena produtiva, participou de uma série da Rolling Stone no início do ano e compartilhou a versão inédita da clássica 'What A Wonderful World', junto com Van Dyke Parks, uma das várias raridades que aparecerão na reedição de 25 anos do álbum colaborativo de Wilson e Parks, de 1995, "Orange Crate Art", com lançamento previsto para 19 de junho pela Omnivore Recordings.

Wilson e Parks trabalharam juntos pela primeira vez em 1966, quando os Beach Boys fizeram a primeira parte de "Smile", álbum não realizado pelo grupo que foi abortado na fase de gravação mas que acabou sendo lançado como parte da comemoração de 50 anos da fundação da banda, em 2011. Depois, eles fizeram uma parceria novamente em 1972 para a música dos Beach Boys, “Sail on Sailor”. No início dos anos 1990, Parks começou a trabalhar no "Orange Crate Art", um álbum em homenagem à Califórnia e, desde o início do processo, ele disse que queria que Wilson cantasse no disco.

Em março deste ano, a Rolling Stone lançou uma nova série no IGTV intitulada “In My Room”. O primeiro episódio contou com uma performance muito especial de Brian Wilson em uma íntima apresentação remota. Sentado ao piano em sua casa na Califórnia, o músico começou com uma curta performance instrumental de "In My Room", o clássico dos Beach Boys de 1963. A partir daí, ele seguiu para uma versão do hit de 1968, "Do It Again", seguido de seu single solo, de 1988, "Love and Mercy".

Matérias Relacionadas