Céu canta sucesso de Rita Lee em single que promove seu primeiro álbum como intérprete

15.10.2021 | 14h04
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
Céu

BLOG

Mundo Itapema

"Chega Mais" foi originalmente lançada em 1979

Parceria de Rita Lee e Roberto de Carvalho, Chega Mais é o primeiro single do novo álbum de Céu, Um Gosto de Sol, em que a cantora se dedica a interpretar exclusivamente repertório de outros compositores. Lançada originalmente em 1979, Chega Mais foi pinçada por Céu no disco que inaugura a carreira solo de Rita - o primeiro em que aparece apenas seu nome na capa. Nele, Rita estreitava relações musicais com o marido Roberto de Carvalho e dava o mapa do que seria, nos anos seguintes, o pop essencialmente brasileiro.

- Rita Lee é uma das nossas grandes feministas, a mulher da música brasileira que peitou os caras desde sempre - diz Céu. - Ela é a dona de tudo, de uma São Paulo que deu certo, onde a gente pode ter o rock e a música brasileira em antropofagia completa e perfeita. Rita é uma máquina de hits e sempre trabalhou com muita liberdade, essa matéria-prima criadora de extrema importância. Eu necessariamente tinha que gravar alguma canção dela quando fizesse um trabalho de intérprete. A hora chegou.

Artista acostumada a gravar essencialmente repertório autoral desde seu álbum de estreia, de 2005, Céu alimentava há tempos o desejo de fazer um trabalho em que apenas cantasse, retomando os primeiros momentos de sua vida musical, antes de se descobrir compositora. O projeto foi antecipado pela pandemia, que levou o mundo a se recolher e fez a artista estreitar relações com a própria memória musical.

O single Chega Mais conta com Pupillo (bateria, percussão e produção musical), Hervé Salters (teclados), Lucas Martins (baixo), Céu (backing vocals) e Andreas Kisser (violão de 7 cordas). O guitarrista do Sepultura é o violonista oficial em todo o álbum. Ouça:

Produzido por Pupillo, Um Gosto de Sol vai trazer 14 faixas, incluindo a parceria de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos que dá nome ao trabalho. A seleção de repertório foi feita por Céu, Pupillo, Edgard Poças e Marcus Preto e abrange clássicos da música brasileira e mundial. O lançamento do álbum completo será em novembro.

Matérias Relacionadas