Com shows adiados no país, Metallica lança compilação exclusiva para brasileiros

22.04.2020 | 13h44 - Atualizada em: 24.04.2020 | 09h21
Por Folhapress
Metallica

BLOG

Let It Rock

Turnê da banda, que aconteceria nesta semana, foi remarcada para dezembro

O Metallica estaria aterrizando em terras brasileiras neste exato momento, se não fosse pela pandemia do novo coronavírus. Já que não puderam vir, os músicos decidiram relembrar os melhores momentos de seus shows no país com a compilação "Live in Brazil (1993-2017)", disponível em todas as plataformas de streaming de música.

Surpreender nunca foi uma das qualidades do Metallica, e a seleção lançada comprova isso. "Somos velhos, por isso nossas músicas são velhas", diz James James Hetfield, 56, em tom de brincadeira, em um dos shows que fez no Brasil e registrado nessa compilação. Mas isso não significa que a banda saiba explorar bem seus dez álbuns.

Com quase 40 anos de carreira, o Metallica varia pouco nas canções em seus shows e não deixa de lado as faixas mais óbvias. Clássicos como "Master of Puppets", "The Unforgiven", "Sad But True" e "Nothing Else Matters" estão sempre no set list, que acaba com "Enter Sandman", o maior hit da banda dos anos 1990. É fácil captar a atenção de fãs ao ouvir a bateria violenta de "For Whom the Bell Tolls".

Eles também tiram bastante proveito dos discos mais recentes, o ótimo "Death Magnetic" (2008), com "That Was Just Your Life" (infelizmente eles tiraram "Cyanide") e do último "Hardwired... to Self-Destruct" (2016).

Até as canções menos conhecidas vêm de clássicos. "The Thing That Should Not Be" é do disco "Master os Puppets", de 1986, e "Fight Fire with Fire", de "Kill 'Em All", de 1983. Eles só saem um pouco da curva com "Bleeding me", uma das menos conhecidas do controverso álbum "pop demais para o metal", "Load", de 1996. Na época, as que fizeram sucesso foram "Until It Sleeps", "King Nothing" e "Hero of the Day".

O problema é que não podemos culpar a banda por suas repetições. Em 2014, quando eles fizeram a turnê "Metallica by Request", só com pedidos dos fãs, o setlist não mudou muito e chegou aqui repleto dos mesmos clássicos. As gravações são faixas remasterizadas de shows que eles fizeram em 2010, 2013, 2014, 2015 e 2017. Os shows que o grupo planeja fazer em dezembro, passando por São Paulo (18), Porto Alegre (14), Curitiba (18) e Belo Horizonte (20), não devem ser muito diferentes do que eles mostram nessa compilação.

Matérias Relacionadas