Depeche Mode, Whitney Houston e Nine Inch Nails entram para o Hall da Fama do Rock

16.01.2020 | 13h10 - Atualizada em: 16.01.2020 | 13h08
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
O Depeche Mode estreou nos anos 1980, combinando synth-pop, post-punk e rock, mas alcançou o auge do sucesso comercial na década seguinte

BLOG

Let It Rock

Entre os outros nomeados de 2020 estão The Doobie Brothers, The Notorious B.I.G. e T-Rex

O Hall da Fama do Rock anunciou nesta quarta-feira (15) quais artistas serão homenageados em seu 35º ano: os selecionados de 2020 são Depeche Mode, Whitney Houston, Nine Inch Nails, The Doobie Brothers, The Notorious B.I.G. e T-Rex. O veterano Jon Landau, jornalista musical, produtor e agente artístico, também passa a fazer parte do Hall da Fama na cerimônia prevista para maio.

Os nomeados foram escolhidos entre 16 finalistas - ficaram de fora da lista final Pat Benatar, Dave Matthews Band, Judas Priest, Kraftwerk, MC5, Motörhead, Rufus e Chaka Khan, Todd Rundgren, Soundgarden e Thin Lizzy. Como é possível perceber, não são apenas artistas do gênero rock e suas variantes que podem receber o tributo: para que uma banda ou artista seja indicado, basta que seu trabalho seja considerado indiscutivelmente influente e duradouro no universo musical. Além disso, o primeiro álbum do candidato precisa ter sido lançado há pelo menos 25 anos.

Anteriormente, uma votação popular havia colocado a Dave Matthews Band no topo da seleção, com mais de um milhão de votos - é a primeira vez desde que o voto popular foi introduzido, em 2013, que o primeiro colocado na enquete não fica entre os oficialmente nomeados. Os fãs do grupo rapidamente se organizaram e colocaram a hashtag #boycottrockhall (ou seja, 'boicote o Hall do Rock') entre as mais postadas do Twitter. Já a própria banda fez um post mais otimista em seu site: "Parabéns aos escolhidos para o Hall da Fama do Rock em 2020!", escreveram os integrantes. "Nós queremos expressar nossa gratidão pelo apoio de todos os nossos incríveis fãs. Conseguimos mais de um milhão de votos! Obrigado!"

É bem provável que a Dave Matthews Band (e também outros gigantes deixados de fora neste ano, como Judas Priest e Motörhead) consiga sua vaga no futuro: historicamente, muitos artistas foram indicados diversas vezes antes de finalmente fazer parte do grupo oficial de homenageados.

Saiba mais sobre os eleitos para o Hall da Fama do Rock em 2020:

Depeche Mode

A banda estreou nos anos 1980, combinando synth-pop, post-punk e rock, mas alcançou o auge do sucesso comercial na década seguinte, com hits como Personal Jesus e Enjoy the Silence. Até hoje, o grupo segue lançando inéditas e lotando estádios em turnês. No final de janeiro, o Depeche Mode estreia o box especial Mode, que reúne toda sua obra de estúdio.

Whitney Houston

Possivelmente uma das cantoras de pop e R&B mais comercialmente bem-sucedidas de todos os tempos, Houston embalou os anos 1980 e 1990 com sua voz poderosa, imortalizando faixas como I Will Always Love You (versão de uma música de Dolly Parton), que permaneceu no topo da parada da Billboard por nada menos que 14 semanas seguidas. A artista morreu em 2012.

Nine Inch Nails

O líder Trent Reznor, força criativa por trás do Nine Inch Nails, começou a trabalhar com rock industrial ainda nos anos 1980; e ao longo dos anos emplacou sucessos como Closer e Hurt, além do muito elogiado disco The Downward Spiral (1994). Reznor já foi premiado pelo Oscar graças às suas trilhas sonoras cinematográficas, nas quais trabalha ao lado do colaborador Atticus Ross.

The Doobie Brothers

Listen to the Music, Takin' It to the Streets e What a Fool Believes estão entre as canções mais conhecidas da banda, que combina folk, rock, country e R&B. Em meio a diversas mudanças de lineup e com quase 50 milhões de álbuns vendidos, o Doobie Brothers se mantém na ativa desde os anos 1970.

The Notorious B.I.G.

Notorious B.I.G. teve uma carreira curta: o rapper nativo do Brooklyn estreou em 1993 e foi morto a tiros em 1997, com apenas 24 anos de idade. Mas esses quatro anos foram suficientes para marcar o nome do artista na história do rap: a música Ready to Die foi não apenas um sucesso comercial imediato e duradouro, mas se tornou também uma grande influência para as próximas gerações de adeptos do estilo.

T. Rex

De 1970 até a morte do líder do grupo, Marc Bolan, em 1977, o T. Rex teve uma trajetória prolífica e inventiva, misturando glam rock com folk e psicodelia. Bang a Gong (Get It On) é uma de suas canções mais conhecidas.

Jon Landau

Landau vai receber o prêmio Ahmed Ertegun, dedicado a profissionais relacionados à indústria musical, como compositores, jornalistas, produtores e executivos. Landau começou sua carreira no final dos anos 1960, como jornalista em publicações influentes como a Rolling Stone e a Crawdaddy. Nos anos 1970, ele se tornou produtor musical, e começou uma parceria profissional duradoura com Bruce Springsteen.

A 35ª cerimônia anual de indução ao Hall da Fama do Rock acontece no dia 2 de maio, no Publci Auditorium, em Cleveland, Ohio. O evento será transmitido ao vivo pela HBO.

Matérias Relacionadas