Erlend Øye e Sebastian Maschat, do Whitest Boy Alive, revelam álbum gravado durante a quarentena

21.08.2020 | 12h02
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
É a primeira vez que o baterista Maschat se arrisca nos vocais - e também toca piano, sintetizador, flauta e trombone

BLOG

Mundo Itapema

"Quarentene at El Ganzo" foi batizado com o nome do hotel onde os músicos produziram o disco

O grupo musical alemão The Whitest Boy Alive estava no México em março deste ano, para se apresentar em um festival de música, quando a pandemia de coronavírus estourou - com todos os shows cancelados, cada integrante da banda seguiu um caminho diferente. O guitarrista e vocalista Erlend Øye - que também é integrante do Kings of Convenience - e o baterista Sebastian Maschat ficaram hospedados no hotel El Ganzo; e, lá mesmo, começaram a trabalhar em um álbum surpresa.

"A única coisa que não foi cancelada foram os quatro dias de estúdio gratuitos que recebemos do hotel El Ganzo em San Jose del Cabo, no remoto estado de Baja California Sur", brincaram os músicos, por meio de um comunicado. O disco foi batizado justamente de Quarentene at El Ganzo; e é composto por 14 canções intimistas, que misturam o pop tranquilo do The Whitest Boy Alive com toques de música mexicana - até porque alguns músicos locais participaram da produção: no violão, por exemplo, está um dos proprietários do hotel, Bear Kittay.

É a primeira vez que o baterista Maschat se arrisca nos vocais - e também toca piano, sintetizador, flauta e trombone. Confira o resultado:

Matérias Relacionadas