FAM 2020 lança campanha de financiamento coletivo

10.07.2020 | 11h49 - Atualizada em: 10.07.2020 | 11h52
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
O FAM é um dos quinze festivais mais antigos do Brasil

BLOG

Mundo Itapema

A 24ª edição do Festival de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul corre o risco de ser cancelada por falta de recursos

Com 832 filmes inscritos para sua 24ª edição, o Festival de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2020) enfrenta dificuldades de patrocínio - e lança a campanha de financiamento coletivo #SomosTodosFAMdeCinema. "Nesses 23 anos, duas gerações de catarinenses tiveram acesso ao que se produziu no cinema latino-americano", comenta Celso dos Santos, idealizar e diretor-geral do FAM. "Neste ano necessitamos do apoio de todos para que possamos realizar a 24ª edição do festival."

Durante as mais de duas décadas de histórian do FAM, já passaram pela tela do festival mais de dois mil filmesDivulgação

O FAM é um dos quinze festivais mais antigos do Brasil. Neste ano, o evento foi planejado em formato híbrido: on-line e presencial, principalmente em tempo real - em plataforma digital, sessão de cinema, debates com realizadores, ações do mercado de coprodução, formação profissional e, se os protocolos de saúde permitirem, projeções ao ar livre, de 24 a 30 de setembro. Cumprindo o papel educador do festival, após a pandemia, estão programadas exibições com palestras em associações de bairro da Grande Florianópolis.

"Estamos fazendo essa campanha para manter o nosso propósito de formação de público, conexão com profissionais da área da América Latina, dando suporte a novos projetos", explica Tiago Santos, produtor-executivo do FAM. O FAM foi contemplado com o Prêmio Catarinense de Cinema de 2019, na linha Arranjos Regionais, fundo de recursos originados pelo próprio setor. A ANCINE, porém, deu início ao processo de contratação há poucos dias, e ainda não existe a certeza de recebimento do recurso

O projeto também está apto para captação na Lei Federal de Incentivo à Cultura, já tendo o apoio da Celesc; porém, na situação atual, muitas empresas paralisaram todos os patrocínios via lei de incentivo. O setor audiovisual vem enfrentando grandes dificuldades durante a pandemia de coronavírus, por isso os recursos da campanha contemplam a remuneração de todos os colaboradores, selecionadores, palestrantes e todos os filmes selecionados. Os valores de remuneração evoluem conforme as metas atingidas.

Durante as mais de duas décadas de histórian do FAM, já passaram pela tela do festival mais de dois mil filmes, trabalho de mais de 100 mil realizadores, técnicos e artistas, apreciados por mais de 300 mil pessoas. O público também contou com mais de 400 atividades de formação e ações de mercado, gerando novos filmes.

Para contribuir, acesse o link da campanha.

Matérias Relacionadas