Festival de Gramado anuncia filmes de edição que mistura internet e TV

24.08.2020 | 13h59
Por Folhapress
Festival de Gramado

BLOG

Mundo Itapema

A 48ª edição do evento acontece entre 18 e 26 de setembro

O Festival de Gramado, um dos principais eventos cinematográficos do país, anunciou nesta semana os filmes selecionados para sua 48ª edição, que acontece entre os dias 18 e 26 de setembro.

Os longas nacionais que concorrem ao Kikito são "Aos Pedaços", de Ruy Guerra, "King Kong em Asunción", de Camilo Cavalcanti, "Um Animal Amarelo", de Felipe Bragança, "Por que Você Não Chora?", de Cibele Amaral, "Todos os Mortos", de Caetano Gotardo e Marco Dutra, "O Samba é Primo do Jazz", de Angela Zoé, e "Me Chama que Eu Vou", de Joana Mariani. Já entre as produções estrangeiras em competição estão o argentino "El Silencio del Cazador", o colombiano "La Frontera", o paraguaio "Matar a un Muerto", o uruguaio "El Gran Viaje Al Pais Pequeño", o chileno "Los Fuertes", o boliviano "Tu me Manques" e o mexicano "Días de Invierno".

Diante da pandemia de coronavírus, o Festival de Gramado deste ano será um híbrido, com programação disponível na internet e na televisão. As sessões acontecem no Canal Brasil e, na sequência, os filmes ficarão disponíveis no streaming Canal Brasil Play por 24 horas. A cerimônia de premiação, no entanto, segue programada para ocorrer no Palácio do Festivais, sem público e seguindo rígidos protocolos de segurança.

Os títulos desta edição foram selecionados pela curadoria do evento, que, em 2020, passou a ter o jornalista Pedro Bial e a atriz argentina Soledad Villamil como integrantes ao lado de Marcos Santuário. Além das mostras competitivas, o evento também planeja uma série de homenagens. Os artistas que receberão honrarias especiais são Denise Fraga (Troféu Cidade de Gramado), César Troncoso (Kikito de Cristal), Laís Bodanzky (Troféu Eduardo Abelin) e Marco Nanini (Trofeu Oscarito, o mais tradicional do evento).

Matérias Relacionadas