Grammy muda nome de categoria para evitar "conotação de colonialismo"

05.11.2020 | 12h17
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
A cantora beninense Angélique Kidjo foi a vencedora de 2020 da categoria até então nomeada como "Best World Music Album"

BLOG

Mundo Itapema

O troféu Best World Music passa a se chamar Best Global Music

O Grammy de "Best World Music Album" foi renomeado, conforme anunciou a Recording Academy, responsável pela organização da premiação: tradicionalmente, a categoria premia músicas que fogem dos gêneros mais disseminados no mundo ocidental - estilos classificados como "world music" geralmente não são cantados em inglês e têm fortes traços étnicos; como a música celta, gêneros africanos e das Américas Central e do Sul, música nativa norte-americana, e assim por diante. Agora, a categoria do Grammy passa a se chamar "Best Global Music Album".

O antigo nome foi descartado por acusações de que soaria "colonialista". "No processo de adotar um mindset verdadeiramente global, nós atualizamos nossa linguagem para refletir uma categorização mais adequada, que procura envolver e celebrar todo o escopo da música produzida ao redor do mundo", diz o comunicado oficial da Recording Academy.

"Tivemos debates com artistas, linguistas e etnólogos que nos apontaram uma oportunidade de atualizar essa categoria com um termo mais relevante, moderno e inclusivo. A mudança representa um distanciamento das conotações de colonialismo que o termo anterior carregava."

Anteriormente, a instituição já anunciou a mudança da categoria "Best Urban Contemporary Album" para "Best Progressive R&B Album". O troféu de "Latin Pop" foi renomeado como "Latin Pop and Urban".

A cantora beninense Angélique Kidjo foi a vencedora de 2020 da categoria até então nomeada como "Best World Music Album". Em anos anteriores, outros artistas premiados foram Yo-Yo Ma, Ladysmith Black Mambazo, Tinariwen, Gipsy Kings, Ravi Shankar, e os brasileiros Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Matérias Relacionadas