Green Day, BTS e outros artistas cancelam shows por causa da epidemia de coronavírus

05.03.2020 | 09h59 - Atualizada em: 05.03.2020 | 10h05
AFP
Por AFP
A banda Green Day divulgou em suas redes sociais que adiou uma turnê na Ásia

BLOG

Let It Rock

Eventos culturais como a Bienal de Arquitetura de Veneza e a Feira do Livro de Londres também foram suspensos

Não é só no esporte e no cinema que o temor com a epidemia de coronavírus está gerando impactos negativos. No mundo da música, diferentes artistas decidiram cancelar shows, principalmente na Ásia, para evitar aglomerações e o avanço do covid-19.

O grupo sul-coreano de k-pop BTS vem se preocupando com questões de saúde desde os primeiros casos de coronavírus aparecerem. À época, eles pediram aos fãs para não comparecerem a suas gravações de shows para a TV, que costumavam atrair uma grande plateia. Na última sexta-feira (28), o grupo foi além e decidiu cancelar quatro shows agendados para abril em Seul. Em sua página oficial do Facebook, eles declararam que "é impossível a essa altura prever a escala da eclosão de coronavírus".

"Enquanto esperamos que a situação melhore, nós precisamos considerar a saúde e segurança de centenas de milhares de convidados, assim como de nossos artistas, e diminuir o impacto que um cancelamento de última hora pode ter no público do exterior, na produtora e em nossa equipe", afirmou, em nota, a empresa responsável pelo gerenciamento do grupo, Big Hit Entertainment.

No mesmo dia, a banda Green Day divulgou em suas redes sociais que estava adiando uma turnê na Ásia. "Infelizmente, tomamos a difícil decisão de adiar nossos próximos shows na Ásia, devido a preocupações em relação à saúde e trâmites na viagem, por causa do coronavírus. Nós sabemos que é uma droga, já que estamos ansiosos para ver todos vocês, mas mantenham seus ingressos, já que anunciaremos novas datas em breve". Parte da Hella Mega Tour, as apresentações da turnê estavam programadas para este mês, na Tailândia, Coreia do Sul, Filipinas, Hong Kong, Japão e Taiwan.

A cantora canadense Avril Lavigne também anunciou que suas apresentações na Ásia seriam adiadas. "Estou triste em anunciar que não conseguiremos fazer nossa turnê pela Ásia devido à eclosão do coronavírus. Minha banda, equipe e eu trabalhamos duro para levar a tour para todo mundo e estamos completamente desolados. Por favor, cuidem-se e mantenham-se saudáveis. Vocês estão em meus pensamentos e rezas e estamos esperando anunciar logo as novas datas para os shows", escreveu a artista. Os shows de Avril estavam programados para o Japão, Filipinas, Taiwan, entre outras cidades chinesas, entre abril e maio deste ano.

Mariah Carey foi ainda mais precavida e decidiu adiar um show que faria no Havaí, nos Estados Unidos. "Aloha, Hawaii. Estou triste em anunciar que estamos adiando para novembro minha próxima apresentação. Estava feliz em voltar para o Hawaii no mês do meu aniversário, mas restrições de viagens internacionais nos levaram a considerar o bem estar de todos e sua segurança."

Outros eventos

A Bienal de Arquitetura de Veneza, considerada o maior evento mundial do setor e que estava prevista para maio, também será adiada, para agosto. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (4).  O evento, realizado a cada dois anos desde 1980, será agora de 29 de agosto a 29 de novembro. "As novas datas para a Bienal de Arquitetura foram estabelecidas como resultado das recentes medidas preventivas de mobilidade adotadas pelos governos de um número crescente de países ao redor do mundo, que terão um efeito dominó no movimento de pessoas e no trabalho nas próximas semanas", indica o comunicado da organização.

Outros eventos culturais europeus importantes, incluindo a Feira do Livro de Londres e a Feira do Livro de Paris, foram cancelados devido à epidemia de coronavírus na Europa.

Matérias Relacionadas