Imelda May e outras cantoras irlandesas gravam clássico do Cranberries

29.06.2020 | 10h17 - Atualizada em: 29.06.2020 | 11h59
Leonardo Souza
Por Leonardo Souza
WI1imagem divulgação

BLOG

Giramundo

Um coletivo de artistas irlandesas, chamado de Irish Women In Harmony, gravou uma versão do hit clássico do The Cranberries, 'Dreams', em benefício à Safe Ireland, instituição que luta contra a violência doméstica.

Grandes cantoras da música irlandesa se reuniram em apoio à Safe Ireland, para ajudar mulheres e crianças que vivem problemas de abuso em meio a crise. Desde o início da pandemia de COVID-19, houve um aumento de 25% das chamadas de denúncias de violência doméstica para An Garda Síochana na Irlanda.

Em benefício às vítimas, o coletivo Irish Women In Harmony - que inclui Imelda May, Moya Brennan, Caroline Corr, Lisa Hannigan, Saint Sister e Stephanie Rainey e outras cantoras talentosas da Irlanda - reuniu mais de 200 milhões de streams no Spotify. Sua versão memorável de 'Dreams' teve a primeira apresentação no programa Tracy Clifford da rádio 2FM e em seguida o vídeo estreou na TV irlandesa no The RTE Six O'Clock News em 18 de junho.

A cantora, compositora e produtora indicada ao Grammy RuthAnne, surgiu com a iniciativa: "Existem tantos pioneiros incríveis e artistas femininas emergentes na Irlanda. No que às vezes parece ser uma indústria dominada por homens neste país, sentimos que é importante inspirar as meninas de hoje, mostrando todas as mulheres incríveis da música irlandesa. Mais importante, queríamos nos unir como mulheres irlandesas em harmonia para aumentar a conscientização e os fundos para uma instituição de caridade próxima a todos os nossos corações, a Safe Ireland, que apoia vítimas e sobreviventes de abuso doméstico. Durante o confinamento, as taxas de abusos relatados aumentaram assustadores 25% e queremos ajudar da maneira que pudermos. Estamos cobrindo uma música icônica, "Dreams", do The Cranberries. Dolores foi uma influência e inspiração para todos nós, então prestamos homenagem a ela. Tendo todas nós reunidas, mulheres apoiando mulheres é exatamente o que é necessário e esperamos que esse movimento se espalhe por toda parte e inspire outras pessoas.”

Matérias Relacionadas