Netflix perde assinantes nos Estados Unidos pela primeira vez desde 2011

21.07.2019 | 16h30 - Atualizada em: 22.07.2019 | 09h27
Anna Rios
Por Anna Rios
Netflix sentiu o baque no último trimestre

BLOG

Universo Compartilhado

Plataforma de streaming encerrou o segundo trimestre com 126 mil clientes norte-americanos a menos

Por GaúchaZH

Pela primeira vez desde 2011, o número de assinantes da Netflix caiu nos Estados Unidos, segundo informações do site The Verge. A plataforma de streaming encerrou o segundo trimestre deste ano com  126 mil clientes norte-americanos a menos e um volume de novos assinantes ao redor do mundo abaixo do que era esperado pelo mercado.

Em 2011, a Netflix perdeu 800 mil assinantes nos Estados Unidos no terceiro trimestre, de acordo com a CNN. Na época, a empresa estava sendo criticada devido ao aumento nos preços das mensalidades e à separação de seus serviços em duas partes – aluguel de DVDs (que era originalmente o propósito da Netflix, mas na tentativa de se desvencilhar dessa atribuição, criou a Qwikster para essa finalidade) e o streaming de vídeo. 

De acordo com a publicação, a Netflix obteve 2,7 milhões de novos assinantes ao redor do globo, porém o montante ficou abaixo dos US$ 5 milhões projetados por investidores para o período. No total, a plataforma contabiliza 151 milhões pelo mundo, conforme a Vulture.

Em carta aos acionistas, a empresa apontou o aumento das mensalidades, anunciado no começo do ano e que entrou em vigor no Brasil em março, como um dos principais fatores para a queda. A Netflix também avaliou que o conteúdo oferecido no período não atraiu tanto público quanto o esperado - vale notar que enquanto isso a HBO decolava em audiência com a exibição dos últimos episódios de Game of Thrones.

Para o terceiro trimestre, a previsão da Netflix é mais otimista por conta de seus conteúdos originais – como Stranger ThingsLa Casa de PapelThe Crown e Orange Is The New Black. Tanto que a empresa espera obter 800 mil novos assinantes nos Estados Unidos e 7 milhões de novos clientes pelo mundo. 

Como resposta à queda, a empresa também anunciou um novo plano, mais barato e exclusivo para o uso em dispositivos móveis. A novidade deve ser lançada primeiramente na Índia, ainda neste trimestre. 

No entanto, é importante destacar que a concorrência da Netflix deve apertar ainda mais nos próximos tempos, com a chegada das plataformas de streaming da Disney, WarnerMedia, Apple e NBC Universal. 

 

Matérias Relacionadas