Norah Jones publica novo single

30.04.2020 | 07h26 - Atualizada em: 30.04.2020 | 18h22
Leonardo Souza
Por Leonardo Souza
NJ01 Divulgação

BLOG

Giramundo

A música, lançada como faixa bônus, será incluída em edições ampliadas do próximo álbum de Jones, 'Pick Me Up Off The Floor', previsto para sair no dia 12 de junho.

Norah Jones acaba de revelar 'Tryin' To Keep it Together', um novo single que está disponível agora via streaming ou download. A música foi co-escrita e produzida pelo parceiro de longa data, Thomas Bartlett, e será incluída em edições ampliadas do próximo álbum de Jones, "Pick Me Up Off The Floor", que será lançado em 12 de junho pelo selo Blue Note.

NJ02Imagem: Divulgação

'Tryin' To Keep it Together' segue o lançamento do single principal 'I'm Alive', uma colaboração com Jeff Tweedy, liberada nas plataformas oficiais da cantora em março deste ano juntamente com o anúncio do novo álbum.

Jones está atualmente fazendo lives durante o isolamento, para a alegria dos fãs. A artista apresenta canções originais e releituras de todo o seu catálogo em série semanal de transmissão ao vivo nas redes sociais.

Norah não quis fazer outro álbum depois de terminar a turnê de "Day Breaks" em 2016, um celebrado retorno ao jazz baseado em piano. Ela se afastou do ciclo desgastado de todo o processo que envolve um álbum e entrou em território desconhecido e sem limites: uma série de sessões de estúdio com uma variedade de colaboradores, seguindo em um fluxo diversificado de singles. Para isso, contou com diversos nomes da música, como Mavis Staples, Rodrigo Amarante, Thomas Bartlett, Tarriona Tank Ball e muitos outros. Porém, de forma inesperada, as músicas das sessões que Jones não lançou a levaram exatamente para a mesma coisa que ela pretendia evitar - um álbum.

"Nos últimos tempos, acho que há um sentimento subjacente de 'levante-se'. Vamos sair dessa bagunça e tentar descobrir algumas coisas", disse Jones em comunicado. E completou: "Se há uma escuridão neste álbum, não é para ser uma sensação iminente de desgraça, se parece mais com um desejo humano de conexão."

Matérias Relacionadas