Paul McCartney está escrevendo seu primeiro espetáculo musical

22.07.2019 | 08h40 - Atualizada em: 22.07.2019 | 08h39
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
É a primeira vez que Paul McCartney escreve um musical

BLOG

Mundo Itapema

O artista trabalha em uma adaptação do filme de 1946 "A Felicidade Não se Compra"

Paul McCartney está escrevendo seu primeiro musical - uma adaptação de A Felicidade Não se Compra (It's a Wonderful Life, no original), filme de 1946 que é considerado um dos maiores clássicos natalinos do cinema. Paul será responsável pela parte musical do espetáculo, com a parceria do roteirista Lee Hall (já premiado com o Tony) na composição das letras. Bill Kenwright produz o show. As informações foram divulgadas no site oficial do próprio Paul.

A Felicidade Não se Compra foi dirigido por Frank Capra e baseado no conto The Greatest Gift, de Philip Van Doren Stern. O longa conta a história de um empresário que, prestes a se suicidar, na véspera do Natal, recebe a visita de um espírito candidato a anjo - que tem a missão de ajudar o homem como teste para enfim receber suas asas. O espírito então passa a mostrar diversas situações que teriam acontecido de forma muito diferente caso o empresário não existisse, para mostrar seu valor no mundo e para as pessoas que o amam e convivem com ele. Em uma votação promovida pelo American Film Institute em 2006, A Felicidade Não se Compra foi eleito o filme norte-americano mais inspirador de todos os tempos.

Cena de "A Felicidade Não se Compra", filme dirigido por Frank Capra em 1946Foto: Divulgação

Paul McCartney e Bill Kenwright se conhecem a vida toda: os dois nasceram e foram criados em Liverpool, e frequentaram a Liverpool Insititute High School. O convite de Kenwright para que Paul trabalhasse no novo musical foi feito há três anos, época em que o empresário adquiriu os direitos de adaptação do filme (depois, aliás, de já ter feito uma tentativa frustrada na juventude, quando recebeu um "não" do próprio Capra). "Bill me mandou um email e perguntou se eu estaria interessado", contou Paul, no anúncio da nova empreitada. "Eu nunca havia pensado em escrever um musical, mas Bill e eu nos encontramos com Lee Hall e conversamos, e eu acabei sentindo que isso poderia ser interessante e divertido. A Felicidade Não se Compra é uma história universal, com a qual todos podemos nos identificar."

O músico narrou também como, desde criança, aprendeu a amar as canções dos musicais clássicos da Broadway, que seu pai Jim costumava tocar no piano de casa - e afirmou que essa influência permeia muitas de suas composições até hoje. O cantor, compositor e instrumentista vem trabalhando no projeto há dois anos. "Trabalhar com Paul em A Felicidade Não se Compra é um sonho realizado", completou Kenwright. "Em cada faixa é possível perceber o talento único dele para as melodias e composições. É um teatro musical - mas sempre com a assinatura McCartney."

Paul lançou Egypt Station, seu disco de estúdio mais recente, em setembro do ano passado; e acabou de concluir a etapa norte-americana de sua turnê Freshen Up, que passou pelo Brasil no último mês de março. O musical A Felicidade Não se Compra deve estrear em 2020.

Matérias Relacionadas