Pensando Sobre Games: a expectativa para a nova geração

24.09.2020 | 08h44 - Atualizada em: 24.09.2020 | 11h27
Joana Caldas
Por Joana Caldas
Em novembro, uma nova geração de videogames vai nascer com o Xbox Série S e Série X e o Playstation 5

BLOG

Universo Compartilhado

A aflição maior já não existe mais: os preços já foram revelados

Estamos vivendo um momento especial no mundo dos jogos. Em novembro, uma nova geração de videogames vai nascer com o Xbox Série S e Série X e o Playstation 5. Essa é sempre uma época de muitas promessas, muitos trailers espetaculares, muita ansiedade, hype e expectativa. A aflição maior já não existe mais: os preços já foram revelados. E agora começam no cérebro gamer os cálculos de qual máquina escolher, quando poderá comprar, se vai vender a coleção atual, etc.

Esta mudança de geração, porém, é diferente das outras. Ela ocorre enquanto acontece uma pandemia mundial. Com ela, muitas pessoas perderam o emprego ou estão com a renda comprometida de alguma forma. O isolamento social também atrasou o desenvolvimento de muitos jogos e produção de consoles e acessórios. Por outro lado, o videogame virou um aliado para trazer diversão para dentro de casa e ganhou uma importância que talvez não tivesse antes para as famílias.

A Sony já anunciou o preço do Playstation 5 no Brasil: R$ 4,5 mil para a versão digital e R$ 5 mil para a que vem com leitor de discoDivulgação

Não sei o que tudo isso vai significar em novembro. Será que as empresas venderão mais? Ou menos? Ou será parecido com outros lançamentos de console? Será que o consumidor vai optar mesmo pelos mais baratos Série S e o Nintendo Switch, que apesar de não ser novo também pode ser uma opção para o Natal? Ou vai querer todo o poder do Série X, PS5 ou até um computador gamer?

Uma coisa é certa: a maioria dos jogos dos novos Xbox e Playstation também sairá para as plataformas atuais. Para mim, que tenho acompanhado as revelações e cuidado para ter alguma coisa no cofrinho no final do ano, será importante saber o quanto, no início, as máquinas novas serão mais poderosas do que as atuais.

Geralmente os jogos que saem no início do ciclo de um novo videogame não são os mais bonitos. É só comparar Super Mario 64 com Conker’s Bad Fur Day. Ou Altered Beast com Sonic & Knuckles ou Vectorman 2. Ou Luigi’s Mansion com Zelda Twilight Princess. Ou Kameo Elements of Power com Rise of the Tomb Raider. No começo, os desenvolvedores ainda estão experimentando com o novo hardware e ainda não sabem todos os segredos para a melhor performance. Então qual será, na prática, a diferença do Assassin’s Creed Valhalla do Xbox One X para o Xbox Série X?

E os exclusivos? Para você, é mais legal Homem-Aranha, Demon’s Souls, Horizon Forbidden West e God of War? Ou Fable, Forza, The Gunk e The Medium? Ou Super Mario e Hyrule Warriors? Ou você está atrás de um videogame para jogar Cyberpunk 2077, o novo Assassin’s Creed, Star Wars Squadrons e Call of Duty Black Ops Cold War?

Claro que o que pesa mais é o preço. E aí, vai vender o seu videogame antigo ou mantê-lo na coleção? E os jogos, já que tanto o Xbox quanto o PS5 terão retrocompatibilidade com a geração anterior para a maioria dos games? Mantê-los ou vendê-los?

Muitos dos jogos que chamaram a atenção do público nas apresentações da Microsoft e da Sony devem sair somente no ano que vem ou até mesmo em 2022Divulgação

A Sony já anunciou o preço do Playstation 5 no Brasil: R$ 4,5 mil para a versão digital e R$ 5 mil para a que vem com leitor de disco. Nos Estados Unidos, eles vão custar U$ 399 e U$ 499, respectivamente. Já a Microsoft falou em U$ 299 para o Série S e U$ 499 para o Série X, ainda sem preço nacional.

Há muitas questões para se pensar. Muitos dos jogos que chamaram a atenção do público nas apresentações da Microsoft e da Sony devem sair somente no ano que vem ou até mesmo em 2022. Com os preços divulgados até agora, é de se refletir se vale a pena investir num console novo neste final de ano. É um olho nas conferências das empresas e outro no cofrinho.

Matérias Relacionadas