Pensando Sobre Games: agora sei o que é ser PC gamer

11.02.2021 | 09h20
Joana Caldas
Por Joana Caldas
Grand Theft Auto Vice City

BLOG

Universo Compartilhado

Seu computador roda "Crysis"? E "The Medium"?

Até meados do ano passado, eu estava com um PC de 2013. Pro home office, até estava dando conta do recado. Demorava alguns minutos para fazer uma tabela dinâmica, mas tudo certo. Mas ele não passou num teste de Google Meet. O PC estava sofrendo para mostrar a minha imagem e a dos outros participantes na mesma tela. Estava na hora de trocar.

Primeiramente, eu pensei de forma modesta. Afinal, meu trabalho consiste em ficar escrevendo (como tenho sorte!). E para ficar escrevendo, não precisa de placa de vídeo.

Mas daí lembrei do computador que tinha lá na década de 2000 e que me possibilitou jogar GTA 3, Vice City e San Andreas mesmo só tendo consoles Nintendo em casa. De tanto ouvir sobre as promoções incríveis da Steam (e elas são verdadeiras!), comecei a sonhar em pegar sim uma placa de vídeo.

E foi o melhor que fiz: o novo computador não só me deu mais velocidade, ele me trouxe uma vida social nos fins de semana da pandemia. Passei vários com Fall Guys, Castle Crashers e Darksiders Genesis.

O computador me trouxe uma vida social nos fins de semana da pandemiaFall Guys/Reprodução

Uma grande influência para eu querer ter um computador com uma placa de vídeo foi um amigo que tinha trocado de PC há uns meses atrás. Ele me ajudou a escolher a configuração e agora temos máquinas bem parecidas. Ele me instigou também a testar os limites, ver o quanto o PC aguenta. Sugeriu Assassin’s Creed Origins e Rise of the Tomb Raider. Porém, posso jogar esses dois games no Xbox One X. Então não dei bola. Entretanto, amigo leitor, você quer testar os limites do seu PC? Já saiu o The Medium.

Eu estava de olho em The Medium desde a apresentação do Xbox em junho. Já contei aqui que achei intrigante a protagonista, uma mulher normal de jaqueta. Ela não parece uma super-heroína e tem aquela qualidade de “podia ser qualquer pessoa”.

O problema? Esse jogo não tem para Xbox One. Contudo, tem para PC e a Gamepass significou a possibilidade de eu jogar o game no dia do lançamento.

Como todo mundo fala bem da nossa placa de vídeo, botei tudo no máximo: ray tracing, 60 frames por segundo, tudo no ultra. Se você não sabe muito sobre The Medium, tem uma parte em que a moça de jaqueta se divide em outra moça de jaqueta de cabelo branco que passeia por um mundo paralelo. E o seu computador precisa rodar o lugar onde ela está na vida real e esse local paralelo, tudo ao mesmo tempo.

Em "The Medium", seu computador precisa rodar o lugar a protagonista está na vida real e um local paraleloThe Medium/Reprodução

Foi aí que o PC começou a sofrer. Fez tanto barulho que quase chegou ao nível do PS4. E quando precisou rodar dois mundos ao mesmo tempo, ambos ficaram cheios de quadradinhos.

Mesmo eu baixando as configurações, ainda consigo ouvir o barulho do ventilador. Eu não entendo muito de PCs, confesso que me assusta um pouco isso. Fui olhar as configurações do game e vi que minha placa de vídeo não é o suficiente para rodar no ultra.

Eu sempre tive videogames e só uma vez tive um PC gamer antes. Minha ideia de talvez investir mais no computador do que em alguns videogames acho que não vai rolar. Afinal, se eu tiver que trocar muitas peças, poderia comprar um Xbox Série X e um PS5 pelo mesmo preço.

Acabei não continuando o The Medium para o PC não derreter. Mas não há motivo para ele se preocupar em ser abandonado: Fall Guys vai seguir na preferência dos finais de semana.

Matérias Relacionadas