Pensando Sobre Games: ansiedade

21.01.2021 | 09h00
Joana Caldas
Por Joana Caldas
Às vezes, minha ansiedade quase me impede de curtir certos games

BLOG

Universo Compartilhado

Adultos às vezes acabam desenvolvendo ansiedades até relacionadas a videogames

Outro dia descobri que uma amiga que admiro muito tem ansiedade de vez em quando. Eu fiquei chocada porque não conhecia esse lado dela. E porque também tenho umas ansiedades estranhas às vezes. Porém, nunca tinha dividido isso com ela. 

O exemplo de ansiedade que eu pensei enquanto estava lendo o texto em que ela descrevia as experiências dela foi num Natal, quando chegou para mim o Super Smash Bros. Ultimate. Qual gamer que adora Smash Bros. não ia querer jogar perto do lançamento o mais recente jogo da série? 

Qual gamer que adora "Smash Bros." não ia querer jogar perto do lançamento o mais recente jogo da série?Super Smash Bros. Ultimate/Reprodução

Pois depois das celebrações, quando tive um tempinho de ficar só eu e o videogame, bateu uma ansiedade. São 75 lutadores. Imagina quanto tempo vai demorar para eu conseguir vencer no modo clássico com todos eles! Depois ainda tem o tal modo de espíritos. Quanto tempo será que vou demorar nesse jogo? 

Eu olhei para as minhas prateleiras, com alguns games que eu tinha, mas ainda não havia jogado ou chegado ao final. É um número significativo. E tinha acabado de adicionar mais um jogo a essa pilha infinita. 

Fui tomada por um sentimento ruim, quase um “gostaria de não ter o Smash Bros. para jogar”. Muito louco, não é mesmo? Eu já fechei o Smash Bros. “Demorei” 85 horas. E daí? Foi superdivertido. Adorei cada minuto. E terminei o modo dos espíritos.

Eu já fechei o "Smash Bros". Demorei 85 horas. E daí?Super Smash Bros. Ultimate/Reprodução

Mas a minha ansiedade quase me impediu de curtir o game. Olhando para trás, acho que já tenho esse sentimento há algum tempo. Quando entrei na universidade, no tempo do Wii, acho que comecei a ter isso em relação aos jogos. Eu ia nos sites de análise e via quais games tinham a melhor nota e jogava esses. E cheguei a fechar alguns títulos que nem gostei tanto assim, como Donkey Kong Jungle Beat (que eu queria que fosse Donkey Kong Country, mas não é) e Tenchu (este desisti no meio). 

Para que isso? Só porque o jogo conseguiu uma boa nota nos sites de análise, não significa que eu vá achar divertido. E não foi. Em relação ao Donkey Kong Jungle Beat, não era melhor eu ter investido o meu tempo no Donkey Kong Country do Super Nintendo? E o Tenchu, bem... não sou muito fã de stealth. Não era melhor ter jogado um game com uma nota pior, porém mais divertido para mim? 

Já cheguei a fechar alguns títulos que nem gostei tanto assim, como "Donkey Kong Jungle Beat"Donkey Kong Country/Reprodução

Acho que todo jogador adulto acaba desenvolvendo algum tipo de ansiedade bizarra em relação a jogos, seja de fazer 100%, de pegar todos as conquistas e troféus, de aproveitar todas as promoções e jogos que dão de graça, de colecionar todos os games de uma certa série, de comprar jogos que tenham edição física limitada, de jogar tudo no lançamento...  

Não estou dizendo que todas essas ações são automaticamente ansiedades, mas podem gerar ansiedades. Tente não se concentrar na parte ruim de qualquer hobby. Curta o que você tem em mãos, não fique só pensando no que você não tem ou possa estar perdendo. A gente não tem como jogar tudo ou acompanhar todos os lançamentos. Vamos fazer com que os videogames sejam fontes de coisas boas para a gente! 

Matérias Relacionadas