Pensando Sobre Games: gráficos

18.02.2021 | 09h20
Joana Caldas
Por Joana Caldas
Cena de "Assassin's Creed Odyssey"

BLOG

Universo Compartilhado

Você é o tipo de jogador que sempre busca o melhor visual e performance? Ou isso não importa tanto?

Gráficos sempre foram um ponto de grande interesse dos jogadores. Afinal, dá para dizer que é meio que um primeiro contato com o game. Mesmo que você nunca tenha jogado, sabe como ele se parece. E os gráficos, junto com a arte e a animação dos personagens e objetos, podem formar uma primeira opinião.

Decidi pensar sobre este tópico outro dia, quando estava conversando com meu amigo sobre The Medium, game do qual falei na semana passada, que faz o ventilador do meu PC produzir um barulho significativo. Eu estava falando com meu amigo sobre as vantagens de esperar para jogar no Xbox Series X. “O gráfico vai ser melhor!”, eu disse. E sabe o que ele respondeu? Que isso não faz muita diferença para ele. Isso me levou a uma reflexão: será que gráficos são importantes para mim?

Castlevania Anniversary CollectionCastlevania Anniversary Collection/Reprodução

Com exceção do poderoso Nintendo 64, sempre tive o patinho feio dos videogames no quesito gráficos. O Mega Drive tinha um processador melhor do que o Super Nintendo, porém não conseguia colocar tantas cores na tela simultaneamente. O Gamecube se sai melhor do que o PS2, mas fica atrás do Xbox original. O Wii, então, era motivo de chacota dos fanboys do PS3 e Xbox 360. Aliás, muitos desses fanboys agora vêm dizer que gráficos não importam, já que o videogame deles não é mais o mais poderoso.

Como tive todos esses “patinhos feios”, não posso dizer que acho essencial ter o melhor visual. Contudo, um amiguinho que chegou mais recentemente na minha casa mudou um pouco a minha percepção: o Xbox One X.

Quando eu tinha o Xbox One original, preferia o PS4. O console da Sony geralmente tinha gráficos e performance melhores, mas nada muito significativo. Dei preferência ao PS4 no GTA V e Tomb Raider reboot. Mas tudo mudou quando o Xbox One X chegou. Não sei se só tenho jogos feios pro PS4, mas o gráfico do Assassin’s Creed Odyssey é muito, muito melhor do que qualquer coisa que vi no videogame da Sony. O Rise of the Tomb Raider, então, nem se fala.

Kirby's AdventureKirby's Adventure/Reprodução

Talvez isso tudo seja da minha cabeça e a diferença entre o Xbox One X e o PS4 base nem seja tanta assim. Deve ter a ver com a troca da minha televisão também. E nunca testei os jogos bonitos do PS4, como os recentes The Last of Us Part II ou Ghost of Tsushima. Só sei que desde que o One X chegou à minha casa, o Playstation perdeu a preferência. Contudo, nada disso responde à pergunta que me estimulou a escrever este texto. Afinal, gráficos importam?

Eu diria que alguém muito focado no visual de um jogo vai precisar ter os melhores PCs e monitores. Já eu acho que não vale o investimento. Porém, também acredito que é mais legal ter a melhor versão do game. Se as diferenças forem mínimas, o visual conta sim. Por que eu jogaria Rise of the Tomb Raider no PS4 se posso jogar no Xbox One X?

The Elder Scrolls V: SkyrimThe Elder Scrolls V: Skyrim/Reprodução

Então acho que a resposta para mim é “importa sim, mas nem tanto”. Para mim, vale muito mais a jogabilidade (o Dualsense do PS5 pode sim fazer a diferença contra o Series X) e conteúdos exclusivos (como a roupa do Link no Skyrim ou os cartuchos de Super Nintendo no Gone Home do Switch). E, no fim, reflita o quanto você é sortudo por ter um videogame, qualquer que seja. Mesmo que seja o do gráfico mais feio, como eu tive na maior parte da vida. Nunca fui menos feliz por isso.

Matérias Relacionadas