"Ragnarok": entenda o sucesso da segunda temporada da série da Netflix

06.06.2021 | 10h56 - Atualizada em: 10.06.2021 | 07h21
Metrópoles
Por Metrópoles
Ragnarok série

BLOG

Universo Compartilhado

A nova leva de episódios da produção não saiu do top 3 do Brasil desde a estreia

Parte do processo de internacionalização da Netflix, a série dinamarquesa Ragnarok fez sucesso logo na primeira temporada: a receita foi a mistura de drama adolescente com a mitologia nórdica. O segundo ano da atração, que estreou recentemente no streaming, mantém em alta a popularidade da produção, que está entre as mais vistas do Brasil e do ranking geral.

O sucesso da mitologia nórdica é inegável; e está até mesmo associado às recentes produções da Marvel, que faz sua própria leitura de Thor, Odin e Loki - personagem que ganhará série própria no Disney+ em 9 de junho.

A Netflix, porém, buscou outra fórmula, que fica ainda mais evidente na segunda temporada. Em Ragnarok, a mitologia é explorada de forma mais "purista" - se é que é possível falar disso de uma tradição oral, que se estende por muitos séculos.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Matérias Relacionadas