Rita Lee lança novo single, "Change", em parceria com Gui Boratto

24.09.2021 | 08h53 - Atualizada em: 24.09.2021 | 08h54
Folhapress
Por Folhapress
Rita Lee

BLOG

Mundo Itapema

O anúncio coincide com a inauguração da exposição em homenagem aos 50 anos de carreira da artista, no MIS, em São Paulo (SP)

Rita Lee anunciou nesta quinta-feira (23) via redes sociais o lançamento do single Change, em parceria com o compositor e músico Gui Boratto. Dias antes, a cantora havia reaparecido em uma foto compartilhada no Instagram pelo marido, o músico Roberto de Carvalho. A música é a primeira que Rita lança após o diagnóstico de câncer no pulmão esquerdo, anunciado no dia 20 de maio. Dias depois, o marido da artista usou o perfil de Rita no Instagram para revelar que os resultados positivos após o diagnóstico já estavam acontecendo.

O anúncio do single coincide com a estreia nesta quinta da exposição Samsung Rock Exhibition - Rita Lee, no MIS, em São Paulo, que reúne memórias das cinco décadas de carreira da cantora, um dos maiores símbolos da música brasileira. A curadoria foi feita pelas mãos de Rita Lee e de João Lee, mãe e filho, e mostra a jornada iniciada em 1966, quando ela fazia parte da banda Os Mutantes, ao lado de Arnaldo Baptista e Sérgio Dias, seguindo pela carreira da cantora com o grupo Tutti Frutti e pela carreira solo.

Foi em sua jornada sozinha que Rita colecionou lançamentos famosos, como Mania de Você, Chega Mais e Lança Perfume, até a sua aposentadoria dos palcos, em 2012, ano em que também soltou seu último disco, Reza. Desde então, a cantora fez apresentações pontuais e lançou livros, como Rita Lee: Uma Autobiografia, há cinco anos.

Entre os objetos que estarão expostos aparecem cadernos de composições escritos à mão por Rita entre os anos 1970 e 1980, instrumentos musicais e figurinos usados pela cantora em seus shows. A cenografia ficou a cargo de Chico Spinosa, e a direção artística é de Guilherme Samora, jornalista e estudioso do legado da cantora paulistana.

"Convido você a dar uma espiada nas lembranças que minha mãe guardou dos seus 50 anos trabalhando com música por este mundo afora, quando subia no palco e dividia com o público suas peripécias, cantando e dançando. Tempos inesquecíveis, maravilhosos e divertidos", escreveu João Lee. A exposição fica em cartaz até o dia 28 de novembro, e os ingressos já estão à venda.

Matérias Relacionadas