Séries animadas canceladas injustamente #1

Leo Almeida
Por Leo Almeida
CAVDODRA01divulgação

BLOG

Universo Compartilhado

Relembre hoje com a gente incríveis animações que foram interrompidas sem conclusão

O mundo das séries animadas tem duas vertentes principais: popularidade - as que prezam pela qualidade, tanto no traço como no conteúdo, que todo mundo está falando e você precisa assistir, e produto - as que são pensadas e realizadas juntamente com a estratégia principal de vender diversos itens (como brinquedos, bonecos e jogos) e por muitas vezes, acabam injustamente canceladas. 

Provavelmente o grande público que hoje lotam os cinemas nos filmes de heróis, teve o primeiro contato com este universo graças às animações. Muitas delas marcaram a vida de muita gente e, justamente por isso, é tão doloroso vê-las sendo canceladas sem uma conclusão digna, seja qual for o motivo.

THDCT01Foto: divulgação

Vamos relembrar incríveis animações que foram interrompidas sem que suas tramas fossem concluídas.

Star Wars: The Clone Wars

Criada por ninguém menos que o próprio George Lucas, lançada em 2008, Clone Wars foi uma saga extremamente bem recebida pelos fãs e ajudou a expandir o universo dos prelúdios ao contar as façanhas de Anakin Skywalker antes de se tornar o temido Darth Vader. A série acabou sendo cancelada devido a uma fusão corporativa, o que acabou retirando os planos de veiculação da animação.

Os últimos episódios da trama nem mesmo foram exibidos na TV e só chegaram até os fãs graças à Netflix. Em 19 de julho de 2018, a Lucasfilm anunciou na San Diego Comic-Con que a série será revivida com 12 novos episódios a serem lançados no serviço de streaming da Disney.

Jovens Titãs

Entre 2002 e 2005, chegou na TV uma das mais aclamadas animações da DC Comics: Jovens Titãs. A série trazia a equipe de heróis vivendo aventuras adolescentes baseadas nas histórias de Marv Wolfman e George Perez. Cada temporada tinha uma trama principal, mas os episódios ainda podiam ser assistidos isoladamente.

Até hoje não houve uma confirmação oficial sobre o verdadeiro motivo para o cancelamento da série. Alguns anos mais tarde, os estúdios apostaram em uma nova animação da equipe, mas 'Jovens Titãs Em Ação' não conseguiu repetir o sucesso do desenho original. Recentemente fizeram um filme unindo as duas gerações de animações e muitos afirmam que a mais antiga vai voltar.

X-Men: Evolution

Produzida por Boyd Kirkland (produtor de diversos episódios de Batman: The Animated Series) e Michael Wolf (produtor executivo de Uma Família da Pesada), X-Men: Evolution foi cancelada em 2003, com 52 episódios e um total de 4 temporadas.

Com uma proposta moderna, parte dos X-Men foi transformada em adolescentes que precisavam lidar com muitos conflitos internos, além de salvar o mundo. A animação agradou a maioria dos fãs pois acompanhou o desenvolvimento dos personagens, desde jovens irresponsáveis até se tornarem os grandes heróis que conhecemos.

A quinta temporada da animação, com o Sr. Sinistro como vilão, foi cancelada sem a menor explicação e deixou os fãs desolados.

Os Vingadores: Os Super-Heróis mais Poderosos da Terra

Os Vingadores tiveram uma animação fracassada durante a década de 1990, mas isso não se repetiu em Vingadores: Os Super-Heróis mais Poderosos da Terra. Com duas temporadas muito bem recebidas, a série adaptou diversas fases dos quadrinhos de maneira primorosa.

Produzida pela Marvel Animation em parceria com os estúdios Film Roman, a animação com 52 episódios foi cancelada para dar lugar a uma outra (fraca) chamada “Avengers Assemble”, mais próxima do universo dos filmes do MCU.

Caverna do Dragão

Certamente, Caverna do Dragão é o exemplo mais clássico de uma animação que não foi concluída. A Marvel estava produzindo várias outras animações ao mesmo tempo em que a exibia, mas as principais causas do cancelamento foram os altos custos da produção e a baixa da audiência da animação, que era exibida no mesmo horário que os Smurfs, lembrando que a animação da NBC estava no auge.

Muitos fatores influenciaram para que o último episódio não fosse produzido. Mesmo assim, o roteirista original da série, Michael Reaves, revelou o roteiro do episódio final, no qual descobrimos que o Vingador é filho do Mestre dos Magos e as crianças finalmente voltariam para casa. O texto foi transformado em história em quadrinho pelo cartunista Reinaldo Rocha e animado para o Youtube diversas vezes.

Wolverine e os X-Men

Esta é a melhor série animada, em qualidade de produção, já feita sobre o universo dos mutantes. Durante a Comic Con de 2009, imagens da segunda temporada foram mostradas, com personagens como Colossus, Magia, Deadpool, Jubileu, e Cable. A forma como a primeira temporada acabou, deixou claro que a série continuaria com a Era do Apocalipse.

Em abril de 2010, a Marvel Age Animation confirmou que Wolverine e os X-Men havia sido cancelada. Na época foi dito que o cancelamento se devia a falta de patrocinadores para financiar a série. A Marvel lançou um incrível anime depois disso, em 2011, mas só no mercado japonês. Mas isso pode mudar agora nesta nova fase com os direitos dos personagens de volta para a editora e sua parceira, a Disney.

ThunderCats

Apresentando um visual totalmente inovador, diferente da primeira série de 1985, a excelente animação de 2011 que repaginou os Thundercats, funcionou muito mais como um prólogo do que propriamente um remake.

A série, assim como a original, também foi produzida no Japão e Estados Unidos. Entre alguns dos muitos destaques da primeira temporada, estão os episódios que apresentam a origem de Mumm-Ra e o que realmente aconteceu com Thundera antes dos Thundercats partirem do planeta. Do ponto de vista crítico, todos estavam felizes com o programa, número um em audiência no seu horário, mas assim como a ‘Liga da Justiça Jovem’, não vendiam muitos brinquedos.

O Espetacular Homem-Aranha

Em 2008 a Sony lançou mais uma animação do Homem-Aranha e, depois de várias tentativas frustradas, desta vez finalmente conseguiu produzir uma boa série animada do cabeça de teia, coisa que não acontecia desde os anos de 1990. 

Bem próxima dos quadrinhos, a série teve duas temporadas muito bem construídas com histórias realmente boas e bem amarradas. As cenas de ação apresentaram soluções inteligentes, surpreendendo o público com as diferentes maneiras em que o aranha derrotava seus adversários.

Mais uma vez se trata de uma animação excelente que acabou sendo cancelada para dar lugar a outra, que acabou desapontando os fãs.

Jonny Quest

O mundo conheceu Jonny Quest na década de 1960. Era uma animação como nunca tinha sido feita antes: por mais que fosse estrelada por um garoto, os enredos eram adultos e elaborados, lembrava muito as aventuras de James Bond, além de trabalhar com personagens clássicos de filmes de suspense, mistério e ficção científica. A trilha é incrível. O estilo de animação, era superior a qualquer outra coisa produzida naqueles tempos.

Jonny Quest, série originalmente exibida entre 1964 e 1965 e mais tarde, fracamente repaginada nas décadas de 1980 e 1990, acompanhou as aventuras de um rapaz que rodava o mundo ao lado do pai, um cientista. Inspirada nos programas de rádio dos anos de 1930 e nos gibis da mesma época, a série animada foi responsável por apresentar uma nova faceta da produtora Hannah-Barbera. Uma jóia.

Jonny Quest recebeu muitas críticas por exibir cenas violentas e monstros assustadores, que podiam “provocar pesadelos nas crianças”. Infelizmente, todo o capricho da equipe e investimento do estúdio não salvaram a produção, cancelada com apenas 26 episódios.

Matérias Relacionadas