Serj Tankian: "O Brasil precisa de um adulto no comando, não de alguém que desafie a ciência"

09.04.2021 | 08h36 - Atualizada em: 14.04.2021 | 07h32
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
Serj Tankian

BLOG

Let It Rock

O vocalista do System of a Down concedeu uma entrevista à Veja, em que falou sobre como alguns líderes mundiais têm lidado com a pandemia de coronavírus

Serj Tankian, vocalista do System of a Down, deu uma entrevista à revista Veja - em que falou, entre outras coisas, sobre como alguns líderes mundiais têm se posicionado diante da pandemia de coronavírus. "[Donald] Trump fez um trabalho horroroso na resposta à covid-19, e [Jair] Bolsonaro também", afirmou. "Penso que o Brasil precisa de um adulto no comando, não de alguém que desafie a ciência. Eu espero que vocês consigam se vacinar o mais rápido possível. Eu mesmo já fui vacinado. Infelizmente, líderes ruins dificultam a superação da pandemia." A entrevista foi concedida ao repórter Felipe Branco Cruz.

"Não temos tempo para ditadores", prosseguiu Tankian, que é filho de imigrantes armênios. "Não temos tempo para idiotas nos liderando. A nova geração não vai viver com isso por muito tempo. É por tal razão que estão ocorrendo diversos protestos ao redor do mundo." O músico passou parte de 2020 na Nova Zelândia, país que foi extremamente bem-sucedido no combate ao coronavírus. "Eles fizeram um trabalho incrível", ele elogia. "Foram bastante transparentes e responsáveis. Eles não foram guiados por informações falsas."

Tankian também falou com tranquilidade sobre as diferenças políticas dentro do System of a Down: ele é um apoiador declarado de Bernie Sanders, enquanto o baterista John Dolmayan apoia Donald Trump. "Somos colegas de banda e também cunhados. Eu sempre falo para as pessoas que não é incomum ter um cunhado com um pensamento político diferente, não é? Nós dois nos amamos, apesar de nossas diferenças na política americana. Nós nos respeitamos como pessoas e artistas e vamos continuar desse modo. Simples assim."

Serj Tankian acaba de lançar o EP Elasticity; e, no dia 27 deste mês, estreia o documentário Truth to Power, sobre a crise na Armênia - que também foi o tema de Protect the Land e Genocidal Humanoidz, as duas músicas inéditas lançadas pelo System of a Down no último mês de novembro. O grupo não grava um álbum completo há 16 anos.

Matérias Relacionadas