Caetano Veloso rebate uso de vídeo antigo e cogita processo por fake news

05.01.2021 | 17h22 - Atualizada em: 06.01.2021 | 08h20
Folhapress
Por Folhapress
Caetano Veloso

BLOG

Mundo Itapema

O vídeo, de 2019, foi publicado como sendo da virada de 2020 para 2021

O cantor Caetano Veloso foi vítima do que ele chamou de fake news na tarde desta segunda-feira (4). Isso porque uma cantora de nome Nayat Jordan divulgou nas redes sociais um vídeo em que ele, a cantora Mart'nália, a atriz Regina Casé e Maria Bethânia aparecem dançando e aglomerados como se estivessem em Réveillon de 2020 para 2021.

Na legenda do vídeo, a cantora diz: "Olha que legal o Réveillon na Bahia festejando 2021. Galera boa, Regina Casé, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Mart'nália filha do Martinho da Vila e adjacências. Parabéns sem medo da peste chinesa. Festão do covidão".

Porém, o artista e seu advogado dizem que o material é de 2019. O próprio advogado de Caetano, Caio Mariano, fez um pedido de retratação na postagem da autora da postagem no Facebook. Caso não seja publicado um pedido de desculpas, afirmou que entrará com medidas na Justiça.

"Na qualidade de advogado de Caetano Veloso e familiares, venho por meio desta solicitar a imediata remoção da postagem que afirma falsamente que o artista, amigos e familiares estariam aglomerando socialmente em plena pandemia, atribuindo a estes a prática irresponsável e criminosa de aglomeração social em tempos de pandemia ocasionada pela Covid-19. Tal pratica é totalmente repudiada por todos aqueles filmados no referido vídeo, que se trata de registro de um evento familiar ocorrido no ano de 2019", diz parte da nota.

Em outro momento, o advogado afirma à cantora que a prática de tentar confundir a opinião pública sobre a sua conduta é crime. "Solicito ainda que seja formalizado pedido de retratação e de desculpas, em postagem própria, esclarecendo sobre a falsidade das informações postadas na publicação que se exige remoção", diz. Na hipótese de não atendimento à presente solicitação, diz o advogado, eles tomariam todas as medidas judiciais cabíveis para reparação de danos materiais e morais causados.

Até a publicação deste texto, a cantora não havia respondido o advogado nem retirado do ar a publicação. Procurada, ela ainda não havia respondido às solicitações. Paula Lavigne, mulher e empresária de Caetano, disse que vai entrar com uma ação na Justiça. "Vamos processar, sim", afirmou para a reportagem.

Além de Caetano, Mart'nália e sua equipe também se sentiram ofendidos. Na mesma publicação, a equipe da artista se pronunciou contra. "Como a empresária dela manifestou, essas imagens foram feitas durante a Lavagem da Nossa Senhora da Purificação em Santo Amaro (BA), em janeiro de 2020. Por favor, edite seu post com essa informação ou até mesmo o cancele para evitar desentendidos e divulgar fake news".

Matérias Relacionadas