Pom Poko: a banda norueguesa com nome japonês que foi do jazz ao punk

31.08.2020 | 12h16 - Atualizada em: 31.08.2020 | 14h32
Marina Martini Lopes
Por Marina Martini Lopes
Editora
Os quatro integrantes do Pom Poko se conheceram estudando jazz na cidade norueguesa de Trondheim, e se uniram para tocar punk durante um show de jazz em um festival de literatura local

BLOG

Let It Rock

Em novembro, o grupo lança seu segundo trabalho, "Cheater"

Cheater é o segundo álbum da banda de pop-punk norueguesa Pom Poko, previsto para o dia 6 de novembro, via Bella Union: o grupo chamou atenção com seu disco de estreia, Birthday, lançado no início de 2019, que apresentava uma mistura de punk, momentos de rock selvagem e outros de melodias suaves. O primeiro single de Cheater, batizado de Andrew, já foi lançado - ouça abaixo:

"Acho que é correto dizer que queríamos abraçar um pouco mais nossos extremos nesse trabalho", afirma a vocalista Ranghild Fangel. "No processo de produção, acho que buscamos mais por algum tipo de contraste entre as canções meticulosamente escritas e arranjadas e uma execução e gravação mais caóticas; mas também nos permitimos explorar partes menos frenéticas do universo Pom Poko. Acho que esse álbum é amplificado tanto da maneira mais extrema e dolorosa, quanto da maneira mais doce e adorável."

Os quatro integrantes do Pom Poko se conheceram estudando jazz na cidade norueguesa de Trondheim, e se uniram para tocar punk durante um show de jazz em um festival de literatura local. O nome da banda é inspirado na produção do icônico Studio Ghibli, do Japão. O grupo já foi elogiado por publicações como NME, DIY, PopMatters, The Line of Best Fit, The Independent e BBC Radio 6 Music; e nomeado para o Prêmio de Música Nórdica e duas categorias do Spellemannprisen, considerado "o Grammy da Noruega."

Confira a tracklist de Cheater:

Cheater

Like A Lady

Andrew

My Candidacy

Danger Baby

Andy Go To School

Look

Baroque Denial

Curly Romance

Body Level

Matérias Relacionadas