O vinho ideal para cada estação: veja como escolher a bebida de acordo com a época do ano

28.10.2019 | 14h47 - Atualizada em: 29.10.2019 | 08h59
Itapema FM
Por Itapema FM
Redação
Foi-se o tempo em que o vinho era bebida reservada aos dias frios. Escolha a variedade certa para degustar um bom rótulo em qualquer clima

BLOG

Confraria do vinho

Foi-se o tempo em que o vinho era bebida reservada aos dias frios. Escolha a variedade certa para degustar um bom rótulo em qualquer clima

Tinto, rosé ou branco, com sabor mais leve ou mais encorpado, as opções são variadas e permitem que o vinho combine perfeitamente com qualquer época do ano. Então porque deixar para consumir a bebida apenas durante o inverno? Apesar de ser muito associado ao frio é possível desfrutar do vinho em todas as estações. 

Para isso é preciso ter atenção a alguns detalhes, como o tipo da uva escolhida e a temperatura ao servir. É claro que o que mais importa é consumir o vinho que agrada seu paladar, mas, para quem está disposto a experiências diferentes, vale seguir algumas orientações que levam em conta diferentes aspectos do vinho e características típicas de cada estação. A seguir, veja alguns pontos para levar em conta na hora de escolher um rótulo. 

Vinhos para degustar no inverno

Para driblar as baixas temperaturas deste período, uma taça de vinho de boa qualidade é uma excelente pedida. A tendência nos meses mais frios é optar por tintos ou brancos mais encorpados. Estas variações da bebida também são as indicadas para acompanhar o cardápio da estação.

Um vinho mais alcoólico ajuda a aquecer o corpo, tornando os encontros e eventos marcados para os dias gelados mais confortáveis. Há uma outra boa razão para optar por vinhos mais fortes durante o inverno: os pratos servidos nesta estação normalmente são mais quentes e calóricos, ou seja, a bebida precisa ter uma presença forte para cortar os sabores sem desaparecer no paladar. Por conta disso os vinhos de inverno normalmente contêm mais taninos, elementos presentes na casca e nas sementes da uva que são responsáveis pela sensação adstringente e seca que fica na boca.

Com exceção dos espumantes, o ideal é que, nesta época do ano, o vinho seja servido um pouco mais quente, destacando as características da bebida e contrapondo a temperatura externa. Entre os tintos – preferidos da estação – algumas castas de uvas se destacam. O mais popular dos vinhos desta categoria é o Cabernet Sauvignon, com sabor estruturado e frutado, ganha complexidade ao descansar em barricas de carvalho. Outras opções mais ousadas e com taninos mais presentes são o Petite Sirah e o Shiraz.

Apesar de não serem tão populares, os vinhos brancos também combinam com o frio. Servidos em torno de 10°C, é preciso decantar a bebida para que se possa ter a experiência completa de sabores e aromas. Com bastante acidez, os Chenin Blanc são versáteis e acompanham bem o clima de inverno. Os Chardonnays e Pinot Gris também devem estar no radar de quem não abre mão de um vinho branco durante todo o ano.

Dentre os rosés, o destaque vai para o Rosato, produzido com uvas encontradas apenas na Itália, tem coloração um pouco mais escura e presença marcante no paladar. Com acidez na medida e sabor ácido o Rosa Sangiovese e Syrah Rose também merecem espaço na adega.

Vinhos para degustar no invernoHenner Zeller/Flickr

Os melhores vinhos para a primavera

As temperaturas durante a primavera tendem a ser mais amenas. É por isso que a estação é marcada pelos eventos como passeios, piqueniques e festas ao ar livre, que pedem vinhos mais leves e frutados, com paladar mais fresco e adocicado. Essas características casam bem não apenas com o clima da estação, mas com o cardápio que geralmente acompanha esse tipo de evento, com pratos a base de carnes brancas, queijos e molhos agridoces.

De modo geral, os rosés são excelentes escolhas: versáteis e extremamente saborosos, esses vinhos podem ser degustados junto à refeição ou com aperitivos e petiscos. Com sabor mais apimentado, os rosados espanhóis são excelentes, pois combinam boa estrutura e sabor leve, ideais para esta estação de transição de temperaturas. O mesmo vale para o Pinot Noir Rosé, de médio corpo, elegante e aromático.

Na primavera, os tintos também têm espaço garantido, principalmente aqueles com sabor mais doce e floral, como é o caso do Pinot Noir e Montepulcianos.

Com sensação mais seca ao paladar, destacam-se entre os vinhos brancos o Sauvignon Blanc e Rieslings. Ambos são mais ácidos, elegantes e intensos, o que os torna adequados para os dias frescos de primavera.

Os melhores vinhos para a primavera Vinícola Monte Agudo/Divulgação

Vinho no verão também é uma boa pedida

As altas temperaturas do clima tropical brasileiro fazem o ambiente perfeito para sabores leves e refrescantes. Tintos, brancos e espumantes são escolhas ideais para esses dias. Tanto rótulos brasileiros quanto chilenos, franceses e portugueses podem estar entre as escolhas para o verão. Eles devem ser servidos gelados e acompanham bem aves, massas leves, sorvetes, frutas, pizzas, antepastos e sobremesas. 

O ideal é dar preferência aos frutados, cítricos, brancos, verdes, rosés e espumantes servidos gelados. É preciso ter cautela com os vinhos envelhecidos em carvalho, pois tendem a ter o sabor mais pesado conflitando com a leveza dos dias de calor, bem como com a presença de taninos.

Sendo assim, os Rieslings, brancos mais ácidos, com corpo fino e leve, são uma excelente pedida. Bastante condimentado e de aroma rico, o Pinot Grigio, apesar de menos frutado, também combina perfeitamente com os dias de sol até mais tarde e as temperaturas elevadas do verão. O Sauvignon Blanc e o Viognier, outras opções de uvas brancas, também são boas pedidas para degustar na estação.

Efervescentes e refrescantes, os vinhos espumantes e champanhes são ideais para serem consumidos nos meses de verão. A bebida, com textura diferenciada e sabores vivos e refrescantes, acompanha muito bem comemorações.

O tinto, tão associado ao clima mais frio, também oferece versões que se encaixam muito bem com os dias de calor. Para isso é preciso dar preferência às versões mais leves como os Beaujolais, um dos poucos dessa coloração que devem ser refrigerados destacando a refrescância. 

Assim como nas demais estações, os rosés são uma escolha acertada. A versão rosé do Pinot Noir, por exemplo, revela uma complexidade delicada com aroma fino e elegante. É possível, ainda, aproveitar a refrescância e versatilidade dos espumantes. Um Cava produzido com a combinação de uvas tintas e brancas é capaz de oferecer uma experiência única para quem degusta.

Vinho no verão também é uma boa pedidaMax Pixel

Os rótulos que combinam com o outono

Durante o outono, é natural deixar de lado os rótulos mais frescos e frutados para degustar vinhos mais encorpados. Com as temperaturas começando a baixar, o cardápio também tende a abrir espaço para alimentos mais gordurosos e calóricos. No entanto, os dias de calor que persistem nessa época ainda pedem as opções mais leves. Sendo assim, essa estação combina tanto com vinhos brancos, quanto com tintos e rosés. O interessante para este momento do ano é ter atenção à concentração de taninos, sejam eles obtidos pela própria fruta ou durante o período de envelhecimento nos barris de madeira.

O Rosé Bordeaux pode ser considerado, já que tem um sabor requintado e presença sofisticada na boca, além de normalmente apresentar uma coloração luxuosa.

Um dos vinhos mais populares, o Merlot está entre os tintos mais indicados para serem degustados durante o outono por conta dos taninos macios e aroma intenso. Os vinhos produzidos com as uvas italianas Dolcetto são outra escolha interessante para a estação. Com taninos mais pronunciados e sabor fresco, esta versão da bebida envolve o paladar sem perder a leveza. 

Os rótulos que combinam com o outono Durante o outono, é natural deixar de lado os rótulos mais frescos e frutados para degustar vinhos mais encorpados. Com as temperaturas começando a baixar, o cardápio também tende a abrir espaço para alimentos mais gordurosos e calóricos. No entanto, os dias de calor que persistem nessa época ainda pedem as opções mais leves. Sendo assim, essa estação combina tanto com vinhos brancos, quanto com tintos e rosés. O interessante para este momento do ano é ter atenção à concDivulgação

Garanta a escolha do vinho ideal

Escolher um vinho de qualidade levando em conta as particularidades da estação é uma forma de aproveitar melhor tanto a bebida quanto a mudança do clima. Mas, tão importante quanto a qualidade da bebida é 

Escolher um vinho adequadamente é essencial para aproveitar o melhor da bebida. A escolha correta depende da avaliação de critérios como temperatura do dia, os alimentos que irá acompanhar e a ocasião para a qual foi reservada. Levar esses pontos em consideração contribui para uma experiência singular e focada, principalmente, no prazer em saborear um excelente vinho.

Confraria do Vinho Itapema harmoniza bons vinhos e pratos da alta gastronomia

A Confraria do Vinho, evento da Itapema FM, traz encontros que combinam vinhos de qualidade, alta gastronomia, boa música, arte contemporânea e networking em Florianópolis. 

O evento harmoniza pratos da alta gastronomia com vinhos e espumantes de diferentes partes do mundo e é o momento ideal para aproveitar uma noite descontraída na Alameda Casa Rosa, um dos espaços mais conceituados da Capital. Os ingressos já estão à venda pelo site Blueticket.
 

O quê: Confraria do Vinho Itapema 2019

Datas:

5ª edição – 07/11

6ª edição – 12/12

Horário: 20h.

Onde: Alameda Casa Rosa (Rodovia Admar Gonzaga, 3401 - Itacorubi, Florianópolis)

Ingressos: R$160. Podem ser adquiridos no site Blueticket ou nos pontos de venda (Siqlo Beiramar Shopping, Bellacatarina, Decanter, O Padeiro de Sevilha, Geração Hyundai, Escritolândia SC 401 e Jazzinn).

Leia outras matérias sobre vinhos. 

Matérias Relacionadas