Pensando Sobre Games: conquistas e troféus importam?

14.01.2021 | 09h00
Joana Caldas
Por Joana Caldas
Eu joguei o "Tomb Raider" reboot e o "Rise of the Tomb Raider", que já elogiei um monte aqui

BLOG

Universo Compartilhado

Você é um caçador ou não dá muita atenção para essa adição relativamente recente dos videogames?

Eu sou uma jogadora que geralmente não dá bola para conquistas e troféus. Mas esses dias me peguei com a determinação de ter todos os do Banjo-Kazooie, que rejoguei nos últimos dias de 2020.

Esses dias me peguei com a determinação de ter todos os do "Banjo-Kazooie", que rejoguei nos últimos dias de 2020Banjo-Kazooie/Reprodução

Quando as conquistas e troféus eram novidades, lá no tempo do Xbox 360 e PS3, eu achava muito legal. Na época, tinha um Wii e não curtia o fato de a Nintendo não ter adotado o sistema. Foi um bafafá de gente que jogava game ruim pra pegar as conquistas e jogador que escolhia o jogo porque era fácil completar 100%.

Daí eu tive meu PS3. Eu até tentei pegar muitos troféus. Tenho 80% deles no God of War remasterizado. Mas logo fui percebendo que a maioria das empresas não faz muito esforço para esta parte do jogo.

Um exemplo claro para mim foram os games novos da série Tomb Raider. Eu joguei o Tomb Raider reboot e o Rise of the Tomb Raider, que já elogiei um monte aqui. Gostei tanto que peguei todos os colecionáveis e fiz todos os desafios. Contudo, não tenho 100% das conquistas e troféus de nenhum deles.

Eu joguei o "Tomb Raider" reboot e o "Rise of the Tomb Raider", que já elogiei um monte aquiDivulgação

Uma das coisas que você precisa fazer no Tomb Raider reboot é atirar em 20 inimigos com uma espingarda. Poxa, que troféu mais preguiçoso e que não faz sentido nenhum em um jogo em que você tem diversas formas de eliminar os adversários (e a minha Lara Croft só mata para se defender). Você pode dizer "mas é fácil! Tás pertinho da platina!". Posso até estar, porém, sinceramente, acho que esse tipo de tarefa não vale o meu tempo.

Algumas dessas conquistas e troféus transformam o game em "trabalho", em fazer "tarefas", daquelas que você tem uma lista e vai marcando quais já fez. Desculpe, não acho isso divertido. Outra conquista que achei tosca entre todas as conquistas toscas dos Tomb Raiders é no Rise, em que você precisa cair de um teleférico. Ora, eu fui nesse veículo algumas vezes e tomei cuidado, porque uma queda significava a morte. Por que então eu ganharia algo por cair?

Também há um excesso de conquistas e troféus. Você ganha alguns só por ligar o jogo pela primeira vez. Ah, que bobagem! Acho que conquistas e troféus deveriam ser usados para recompensar o jogador que avança no game e aquele que vai um pouco além. Ou ainda para fazê-lo descobrir alguma coisa legal que os desenvolvedores colocaram no jogo.

Eu olho conquistas e troféus de títulos de que eu gostei e queria uma desculpa para passar mais tempo naquele mundo. Dessa forma, tenho um troféu no GTA IV por pular de 50 rampas com um veículo qualquer. Fiz isso porque foi divertido pra mim. Outra coisa que fiz foi atirar em 50 pombos. Mas este troféu não ganhei. Talvez tenha esquecido um ou dois. Mas nem ligo, foi muito divertido descobrir outras partes dos cenários motivada por esses dois troféus!

No fim, não peguei todas as conquistas do "Banjo-Kazooie": ficou faltando uma, de montar quebra-cabeçasBanjo-Kazooie/Reprodução

No fim, não peguei todas as conquistas do Banjo-Kazooie. Ficou faltando uma, de montar quebra-cabeças, minigame que achei muito chato em 1998 e continuo achando em 2021. Para mim, seria uma "tarefa", ao contrário de algo divertido. Acredito que a chave para gostar de conquistas e troféus esteja justamente aí: se você se diverte fazendo isso ou se você se sente marcando itens de uma lista.

Matérias Relacionadas